15 de dezembro de 2014

A Criatividade em Movimento - 1º Encontro Institucional Ibérico do CPSB

Nos dias 12, 13 e a14 de Dezembro, teve lugar no Hotel Riviera em Carcavelos, o primeiro encontro institucional do Centro de Psicoterapia Somática em Biossíntese que juntou todos os cursos leccionados em Portugal, do 1º ao 13º, assim como os cursos livres, self-driver e Bio-grupo, bem como dos cursos de Barcelona e do País Basco. O mote era a criatividade em movimento e essa criatividade ficou bem patente nos 5 blocos de workshops que foram distribuídos entre os três dias do encontro.

A recepção que foi feita por Milagros Carmona e Ana Damião foi fundamental ao permitir o acolhimentos dos diferentes grupos, possibilitando não só a conexão entre pares mas também a identificação de outros grupos. Foram acolhidos todos os cursos, mas também os amigos da Biossíntese e a parte administrativa do CPSB, tão fulcral na organização deste evento. Para além desta identificação tão necessária de cada um dos presentes, foi efectuado um corpo onde cada um foi convidado a ocupar o lugar que mais lhe fizesse sentido: a cabeça, as vísceras, os braços, as pernas, etc..

Já conectados com o espírito de grupo, iniciaram-se os trabalhos e foram então apresentados 15 workshops com a duração de 30 minutos cada e da responsabilidade de todos os professores. As apresentações foram dinâmicas e foram apresentados vários exercícios, o que promoveu a integração do grupo ao longo destes três dias. O primeiro workshop foi o de Eunice Rodrigues, com o título "A Música em Psicoterapia Somática", onde se falou sobre a música, os seus efeitos no cérebro e também a forma como esta pode ser utilizada como uma ferramenta no consultório. De seguida, Nieves Batista, professora assistente em Barcelona falou d"As Qualidades do Impulso", trazendo o movimento, e focando-se no trabalho de Laban. Para terminar este bloco, Ana Caeiro falou sobre a escrita criativa e de como usar esta ferramenta como um recurso em Biossíntese. Finalizámos o dia com uma meditação voltando ao mesmo lugar que encontrámos no corpo do grupo.

No Sábado começámos com uma meditação e logo de seguida teve início um novo bloco de workshops. Primeiramente, e com Leonor Braga e Ana Rita Carmo, falámos sobre a dinâmica familiar, nomeadamente da relação entre irmãos. De seguida, Joana Quintino trouxe-nos um pouco da vida e obra de Françoise Dolto, pediatra e psicanalista francesa com visões particulares e muito humanistas. Antes de um pequeno intervalo, o grupo foi animado pela apresentação de Patrícia Querido, Cristina Santos e Ana Ferreira onde foi possível para os presentes, expressar com o corpo a história do lobo-mau e dos três porquinhos. A apresentação, "Brincar em Biossíntese" era direccionada para a forma como podemos trabalhar com crianças. Para finalizar os trabalhos da manhã, Graça Mansos falou da sua experiência no trabalho com grupos, com foco no processo terapêutico dos seus membros, na partilha e na relação de confiança que se estabelece entre todos e a promoção da auto-cura.

Após a pausa de almoço, Rute Pereira falou-nos sobre a hipnose, desmistificando alguns conceitos erróneos e apresentando uma pequena prática de indução hipnótica a um nível não profundo, o que promoveu um enorme relaxamento. Sandra Veiga apresentou de seguida o workshop "Psicoterapia Corporal sem Toque", focando muito na atenção e consciência e também na importância de estar presente com o outro e connosco. Continuando na temática do toque, Teresa Madeira falou sobre toque subtil como forma de reestabelecer a harmonia do corpo, falando especificamente sobre o sistema sacro-craniano.

Depois de uma breve pausa, Josune Alkorta, do País Basco, veio falar sobre constelações organizacionais, referindo logo de início que as empresas também têm alma e que isso é uma das chaves para o seu sucesso. Para finalizar o dia, Eva Mendel apresentou o trabalho "El camino de la Biosíntesis", demonstrando através de um conto alguns conceitos básicos da Biossíntese. Representando uma camponesa, Eva (e Anxo, na versão portuguesa) emocionou a plateia, pois foi possível para cada um, revisitar o seu próprio percurso.

Como forma de comemorar, teve lugar neste dia, o jantar de Natal, onde foi possível conviver e dilatar um pouco mais a possibilidade de trocar ideias e de celebrar a vida.

No último dia começámos novamente com uma pequena meditação de 10 minutos para de seguida dar início aos trabalhos do dia. A primeira apresentação foi de Rita Raposo que trouxe o tema "O terapeuta perante doentes terminais". Neste workshop a Rita deu o seu testemunho enquanto terapeuta perante uma pessoa em fim de vida. De seguida foi dada a palavra a Cláudia Correia que falou na importância do terapeuta de cuidar de si mesmo, apesar de se colocar na posição de cuidador.
A apresentação de Maria del Mar foi a última e deu um especial enfoque nas relações com o outro e na capacidade de amar todos, seja na família, no consultório ou dentro de nós, amando-nos a nós mesmos.

Depois de um fim de semana intenso, onde jorraram emoções, partilhas e vivências, Milagros Carmona e Ana Damião vieram novamente juntar o grupo dinamizando um ritual de despedida onde ficou uma sensação de paz, amor mas também de união e de continuidade. Para o ano há mais!