5 de fevereiro de 2013

Insónias





Dormir faz parte da nossa vida, é algo natural, um processo necessário para recuperarmos para o dia seguinte. De uma forma mais específica, é a suspensão temporária da actividade perceptivo-sensorial e motora voluntária. Para a ciência ainda existem muitas questões relacionadas com o sono e com os sonhos mas está comprovado que, sem dormir, o ser humano não resiste e morre.


Para levar uma vida saudável é fundamental dormir e dormir bem. No entanto, e por vezes, existem distúrbios que perturbam este descanso. A insónia é um distúrbio do sono que afecta muitos indivíduos e que se caracteriza pela dificuldade em começar ou manter o sono e pela sensação de não ter um sono reparador durante pelo menos um mês.

A julgar pelo número de medicamentos vendidos para ajudar no sono, acredita-se que o número de pessoas que sofrem de insónias e outros distúrbios de sono seja muito elevado. E é de facto algo preocupante pois a insónia provoca uma imediata perda de bem-estar e um aumento da irritabilidade assim como a permanência de uma sensação de cansaço e de falta de relaxamento.

Muitas vezes são as preocupações do dia-a-dia e a ansiedade que nos tiram o sono, não ajudando a mente a "sossegar" e a permitir o relaxamento do corpo. Aquilo que é possível com a ajuda de terapia é procurar os padrões de pensamento que interferem com o sono que é algo que deveria de ser automático e livre de preocupação. Para além de tentar ajudar a perceber a origem das preocupações e ansiedades que nos tiram o sono, na Biossíntese existem igualmente muitos exercícios de relaxamento e de respiração (centring) que podem ajudar numa situação de insónia.

Texto escrito por Ana Caeiro
Imagem: http://fulviocandido.blogspot.pt/2010/08/noites-de-insonia.html