7 de maio de 2012

Simpático e parassimpático


No seguimento da publicação anterior sobre o Bounding, onde se falou sobre o sistema simpático, vamos agora falar um pouco mais sobre as duas grandes ramificações do sistema nervoso vegetativo: o simpático e o parassimpático.

O equilíbrio emocional de um indivíduo é feito precisamente por estas duas ramificações. O sistema simpático prepara-nos para situações de emergência, de luta ou de fuga, estando associado às sensações de medo e de raiva. Já o sistema parassimpático, apronta-nos para desistir de lutar ou fugir e está associado a emoções que contrastam: um relaxamento sadio e agradável e um abandono à tristeza e ao pesar.

As duas metades do sistema nervoso enviam ramificações para todos os órgãos internos do corpo que vão metabolizar a energia. A contracção e expansão dos pulmões durante a respiração e os movimentos peristálticos do intestino durante a digestão são respostas aos sinais enviados pelos nervos vegetativos. Este ritmo de contracção e expansão é um dos ritmos mais importantes da vida. 

Elaborado com base no livro “Correntes da Vida” de David Boadella (Capítulo 2)