23 de março de 2012

A dor da separação

A Biossíntese é uma psicoterapia somática, e tem desenvolvido um modelo de integração entre corpo, mente e espírito. Desta forma as investigações científicas em neurobiologia, psico-neuro-imunologia e medicina energética e que agora dão sustentação a esta integração, são alvo da nossa atenção. Desta forma, encontrámos uma notícia sobre um estudo que nos pareceu interessante.

De acordo com esta notícia do Jornal de Notícias, vários investigadores da Universidade do Michigan, EUA, publicaram um estudo onde provam que o corpo sofre após uma separação amorosa.

Este estudo teve como base uma série de voluntários que tinham terminado relações há pouco tempo. Foram feitos vários testes, entre eles, ressonâncias electromagnéticas enquanto os visados eram expostos a fotografias do antigo parceiro. Foi concluído que as áreas responsáveis pela dor física eram activadas pelo cérebro.

Vejamos algumas das zonas do corpo onde dói depois de uma separação:

Tronco: O fim de um amor suprime as motivações, por isso, tornamo-nos apáticos: não queremos sair nem ver pessoas, sendo que sentimos não ter forças para nada.

Olhos: Desejos intensos aumentam a nossa sensibilidade e podem levar ao delírio. Em sofrimento, querendo o nosso amado, pensamos vê-lo em todo o lado, como se de uma miragem se tratasse.

Coração: O aumento da adrenalina e de outras hormonas pode desorientar os músculos cardíacos, causando dor no peito, falta de ar, e, no pior dos cenários, um enfarte.

Boca: O fim de uma relação pode levar à diminuição da dopamina. A comida e o sexo aumentam-na novamente. Desta forma, queremos comer cada vez mais para compensar esta diminuição.

Cabeça: A falta do ex-companheiro pode ser vista com uma abstinência a uma droga. O amor e a alegria libertam no cérebro dopamina, um importante neurotransmissor no cérebro, produzido por um grupo de células nervosas que actuam promovendo, entre outros efeitos, a sensação de prazer.

http://www.jn.pt/multimedia/infografia970.aspx?content_id=2047927

Imagem: http://fiqueisabendoque.com/2010/389/divorcio-rapido-vigora-na-proxima-semana/