18 de fevereiro de 2012

Os objectivos da terapia

Para a biossíntese, o objectivo da terapia é a reintegração da pessoa num estado de pulsação saudável, de forma a que as suas actividades básicas e vitais sejam rítmicas, prazeirosas e funcionem em direcção a um contacto mais intenso consigo e com os outros.

Contudo, existe o problema de saber definir esse objectivo. Recordemos Reich que, ao elaborar um projecto para estudar mães sadias, observou que o próprio esforço para ser “sadio” criava distúrbios. De igual forma, o esforço para relaxar, por exemplo, pode criar tensões.

David Boadella defende que na biossíntese, o próprio processo de crescimento terapêutico é mais importante do que o produto final. Almejando apenas o produto final, facilmente entramos num campo de exigências face ao paciente.

A partir do momento em que existem diferentes tipos de vida, é natural que existam vários objectivos na terapia. O objectivo primordial será o do paciente, ao aproximar-se do seu impulso direccional, experienciar uma sensação de realização, vitalidade e prazer. 

Refira-se que o que é bom para uma pessoa poderá ser veneno para outra. Ou até mesmo, o que é bom num determinado momento do processo terapêutico, poderá não o ser mais adiante. Desta forma, o objectivo pode mudar à medida que o processo decorre.

Elaborado com base no texto “O que é a Biossíntese”, de David Boadella
Imagem: http://br.freepik.com/fotos-gratis/ambiente-natureza-terapia-das-pedras-flor_480689.htm